Projeto Apolo da Vale põe em risco a última área intocada pela mineração no coração do Quadrilátero Ferrífero

Alvo da Vale, Serra do Gandarela pode ser destruída

A vegetação exuberante do Gandarela abriga várias nascentes, cachoeiras e diversos grupos de aves, mamíferos e anfíbios

Em tempos de mudanças climáticas, a Vale (sempre ela) quer implantar mais um megaempreendimento em Minas Gerais. O projeto da vez é o preocupante Projeto Apolo, que avança sem dó em direção ao Parque Nacional da Serra do Gandarela.

A serra representa uma das maiores riquezas ambientais, especialmente hídricas, do pais e é a última área intocada pela mineração. Está situada no coração do Quadrilátero Ferrífero, em Minas Gerais – o maior polo de produção de minério de ferro do país.

O Projeto Apolo, na prática, segundo ambientalistas, poderá acabar com a Serra do Gandarela e destruir o último aquífero intacto do Quadrilátero Aquífero-Ferrífero.

Riqueza ambiental

O Gandarela é uma das mais importantes reservas ambientais de Minas Gerais. Ele é formado por um conjunto de montanhas localizadas a cerca de 40 km de Belo Horizonte. Circunda oito municípios da região metropolitana. Sozinho, fornece cerca de 40% de toda a água consumida na capital.

São mais de mil nascentes e vegetação exuberante que servem de abrigo a diversas espécies de mamíferos, aves e anfíbios.

Ao longo dos últimos 300 anos o Gandarela vem resistindo à ação das mineradoras no Quadrilátero Ferrífero.

O projeto

O Projeto Apolo prevê a construção de uma mina com cava de 7 km e o rebaixamento do lençol freático em 200m. Ele contará com um ramal ferroviário de 9 km, duas pilhas gigantescas (com 230 milhões de m³, altura de 250m e 294m e área de 53 e 215 hectares), usinas de beneficiamento entre outras estruturas.

Campanha

De olho no avanço da mineradora e na ameaça representada pelo Projeto Apolo, ambientalistas lançaram a campanha “SIM À SERRA DO GANDARELA e ao PARQUE NACIONAL”. O objetivo é alertar a sociedade civil sobre os riscos que aquela relevante área ambiental, especialmente hídrica, está correndo.

Clique no link a seguir para saber mais sobre a campanha, o Projeto Apolo e assinar o manifesto contra o pretendido megaempreendimento:

https://www.instagram.com/p/C6tj3RwO1Rj/?igsh=MXF0cWllbG1oaXZ0Yg==

Compartilhe:

Uma resposta

  1. É inconcebível que isto vai continuar acontecendo- DESTRUIÇÃO DO BRASIL- consequentemente fazendo parte da destruição da humanidade. Isto está muito evidente com os acontecimentos catastróficos que estamos “assistindo” nos últimos anos. Vamos parar de assistir. Vamos agir. É nosso dever e nossa salvação !
    Acoooorda Brasil!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog